Está sendo velado, desde ontem, o corpo de Doralina Wolney, de 96 anos, no município de Dianópolis, a 320 km de Palmas. O sepultamento será às 16 horas no cemitério local. Matriarca da família de Abílio Wolney, ela deixa um legado de amor e fé. De acordo com sua irmã Dorinha Wolney, que segundo ela foi criada como filha, a matriarca faleceu em casa. Dorinha conta que a irmã, há três anos, foi acometida de um derrame cerebral e recebia constantemente acompanhamento médico. A cobertura completa na edição impressa de amanhã. Fonte: Jornal do Tocantins