O secretário de Estado de Relações Institucionais, Eduardo Siqueira Campos, anunciou nesta terça-feira, 20, em Natividade, a 200 Km de Palmas, que a região Sudeste do Estado será a próxima a ser atendida com o Programa de Assistência aos Municípios (PAM). Outras parcerias também serão realizadas ainda neste mês, como o lançamento da obra de recuperação asfáltica de trechos das rodovias TO-040 e TO-110, nas divisas do Tocantins com Bahia e Goiás.
 
“Estamos fazendo as estradas vicinais em parceria com os municípios. No PAM, quem diz onde vai ser feita a estrada é o prefeito. O Estado não interfere, se associa”, explicou o secretário. O PAM já passou pela região do Bico do Papagaio, onde recuperou mais de mil quilômetros de estradas vicinais. Na última semana, os trabalhos começaram nas regionais de Guaraí e Araguaína, conforme informações da Agência de Máquinas e Transportes do Tocantins (Agetrans).
 
O lançamento da obra de construção de 210 Km de asfalto nas rodovias TO-040 e TO-110 está previsto para o próximo dia 26, data do aniversário de Dianópolis. A obra é executada em parceria com o Exército Brasileiro e vai melhorar as condições de tráfego de oito municípios: Dianópolis, Novo Jardim, Ponte Alta do Bom Jesus, Taguatinga, Aurora, Lavandeira, Combinado e Novo Acordo.
 
Em Almas, a 276 Km de Palmas, o governo do Estado vai inaugurar no próximo dia 30 o Colégio Girassol de Tempo Integral Deoclides Muniz. O investimento na construção da unidade de ensino padrão é de R$ 3,9 milhões, conforme dados da Secretaria de Estado da Educação e Cultura (Seduc).
 
Parcerias
O anúncio das obras foi feito durante solenidade no Colégio Agropecuário de Natividade, onde o Governador Siqueira Campos assinou ordem de serviço para entrega de 40 caminhões-pipa e mais de mil tambores que serão levados à população na zona rural do Sudeste do Estado. A ação emergencial é para o combate aos efeitos do longo período de estiagem nos 27 municípios da região.
 
“Por determinação do Governador Siqueira Campos os projetos do Governo do Estado, como o Tocantins Sem Sede, são feitos com os prefeitos. Os nossos problemas são iguais, são os mesmos. Os municípios contam com o apoio do governo do Estado. E é nosso dever e nossa obrigação, fazer”, disse o secretário.
 
Fonte ATN-TO