O prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB), elogiou a postura do padre Gleibson Moreira Almeida, que deixou as atividades pastorais da paróquia São José, em Dianópolis, para viabilizar seu nome na disputa da eleição municipal deste ano no município. "É uma postura exemplar de um homem íntegro que deixa bem claro, com seu ato e não apenas da boca para fora, que não vai usar sua função que é muito importante na cidade para benefícios próprios", declarou Amastha.

Para Amastha, apenas esta iniciativa já deixa claro as reais intenções do padre Gleibson e reforça, junto aos fiéis e a comunidade de Dianópolis, sua credibilidade. "É fato que para os fiéis e para a Igreja não é uma notícia tão boa pois o padre deixará seu trabalho à frente da paróquia. Mas, entendo que é algo que mostra sua isenção e respeito com a comunidade em geral", disse.

Segundo Amastha, o padre poderia permanecer na função pastoral até junho, quando deveria deixar para concorrer ao cargo público. Porém, resolveu fazer já no início do ano. "Ele evita que algumas pessoas maldosamente poderiam dizer que ele estaria usando a função para se beneficiar politicamente", complementou.

A despedida do padre ocorreu no último dia 23, com uma missa campal na cidade. Uma multidão prestigiou a celebração. Emocionado, o reverendo agradeceu a comunidade por ter apoiado e colaborado para como a realização dos projetos da Paróquia. “A palavra hoje é, gratidão. Gratidão porque não caminhei só”, enfatizou o padre.

A celebração Eucarística contou ainda com a presença de outras personalidades políticas e pessoas de outros credos religiosos. O prefeito de Palmas, Carlos Amastha, esteve presente e com ele os secretários: Danilo de Melo Souza, Educação; Alan Barbiero, Planejamento, Gestão e Desenvolvimento Humano; Tiago Andrino, Integração Social e Defesa do Consumidor; Iranilto Sales, Promoção de Igualdade Racial, e Lázaro Cruz, vice-presidente nacional da Juventude PSB.

Padre Gleibson Moreira Almeida é natural de Dianópolis e foi ordenado Sacerdote em 24 de janeiro de 2009, aos 25 anos. Trabalhou em Almas, como Administrador Paroquial por 18 meses, no período de julho de 2008 a 31 de dezembro de 2009 e atendia também a comunidade católica de Porto Alegre. Em janeiro de 2010 assumiu a Paróquia de São José de Dianópolis como Pároco e atendendo os municípios de Rio da Conceição e Taipas. Seu legado à frente da igreja católica em Dianópolis é marcado pelo trabalho espiritual paralelo as construções de templos e valorização das romarias de devoções populares e a festa do padroeiro. O Padre Gleibson também foi o mentor da construção de uma unidade da Fazenda da Esperança, no município.

Fonte: Surgiu.com.br